O silêncio do oprimido

O silêncio dos meus antepassados diante de piadas racistas nunca significou aceitação, mas sim impotência diante da opressão. Para evitar os açoites, a fome, a miséria, a morte foi necessário calar, mas hoje nada mais nos calará.

Anúncios

Sobre Cauane Maia

Feminista negra Interseccional, soteropaulistana, percussionista das Cores de Aidê, integrante do Coletivo Negro 4P: Poder Para o Povo Preto, candomblecista, mestranda em antropologia social, bacharel em administração, graduanda em economia.
Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s